domingo, 29 de maio de 2016

Sobre a saudade de você

Passo a maior parte do meu tempo livre pensando numa forma de te trazer para perto de mim. Não sei mais o que fazer das minhas noites, porque quando finalmente consigo dormir, você aparece nos meus sonhos acabando com todo o esforço que eu fiz durante o dia para não pensar em você. E a minha vida ultimamente tem se resumido à isso: primeiro eu penso em mil possibilidades de um recomeço, depois eu aceito o fim, e por fim eu adormeço e você vem me visitar nos meus sonhos. Você não faz idéia da falta que eu sinto da sua companhia, do seu sorriso, do seu jeito de me olhar. Eu quase morro todos os dias de saudade dos dias que passamos juntos, da sua mão brincando com o meu cabelo, da forma de como eu era leve ao seu lado. E os dias vão passando, mas o sentimento insiste em permanecer. Até tento me distrair, sair com as amigas, conhecer gente nova e lugares novos, mas a verdade é que por mais que eu ame minhas amigas e a minha vida, eu sinto falta do seu amor. Eu não consigo entender o que aconteceu, em qual momento eu me perdi de você, tudo o que eu sei é que fomos indo para direções opostas, mas os nossos caminhos ainda se encontram por aí e, é por isso que eu ainda acredito em nós dois juntos mais uma vez. Porque se não fosse amor, não haveria reencontros. Então de uma vez por todas, vem pra ficar. Vem sem medo, sem receios, sem orgulho. Vem e repousa no meu colo. Vem porque eu te quero bem e, se você vir o sentimento refloresce. Pra quê esperar tanto tempo? Usa o tempo ao nosso favor, você do meu lado, a gente aprendendo à amar e a cuidar. Esquece o passado e vem. Fica só mais um dia, uma semana, um mês, um ano, e por distração fica a vida inteira.
Amanda Sanches

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Quando o amor nasce da amizade


E você nem imagina o quanto eu lutei contra isso tudo. Eu não queria me envolver, e sentir todas essas coisas que a gente sente quando gosta de alguém. Meu objetivo de vida era seguir sozinha, coração limpo, casa arrumada. Tava com medo de me envolver de novo, de criar mil expectativas e ver uma por uma morrer. O que eu queria era ser feliz, sem ter medo. Feliz a sós. Eu e todas as minhas inseguranças trancadas à chave na última gaveta. Troquei amor por amizade. Foi quando você apareceu me confundindo toda. Sempre escutei aquela história que quando a gente menos espera o amor acontece, e nunca botei fé. Paguei pra ver e você aconteceu. De início você era um novo amigo e nada mais. Aos poucos você foi subindo no meu conceito. Legal. Bonito. Simpático. Sem que eu percebesse você foi tomando conta de todo o espaço, foi me bagunçando, tirou a insegurança, o medo, os bloqueios, o ciúmes, e o amor de lugar. Minhas amigas perceberam toda essa loucura, enquanto eu ainda me fazia de desentendida. Repeti pra elas, e para mim mesma várias vezes que o que eu tinha por você, era apenas um carinho de amiga, nada mais. Recusei, recuei, e caí de cara em você. Não consigo mais negar, toda vez que você aparece, me sinto melhor, mais feliz. Nossas brincadeiras me confundem, não sei onde termina a amizade e começa o amor. E mesmo que eu negue pro mundo, tá escrito da forma mais linda no meu olhar, só você não vê. Quem sabe um dia eu crie coragem pra te falar tudo isso. Quem sabe um dia você não acabe percebendo. Quem sabe um dia a gente se entenda. Dizem que alguns amores, nascem da amizade. Quem sabe não é o nosso caso, né. Quem sabe.

Amanda Sanches

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Gravidez na adolescência - menos julgamentos e mais respeito!


A sociedade tem o péssimo hábito de julgar adolescentes que engravidam e se tornam mães muito novas. Eu sinceramente não entendo essa mania de apontar o dedo na cara e ditar o que é certo e o que é errado. Não entendo mesmo. Ninguém tá livre de ter um filho sem estar preparada, ninguém sabe do futuro, e mesmo assim todos botam a boca no mundo para fazer piadinhas com a menina de 12 anos que está grávida; para julgar a garota que com 15 anos é mãe solteira. Acho ridículo esses julgamentos precipitados, essa mania podre de falar mal de tudo o que vocês acham não estar certo. Vocês só veem o que querem, não tentam enxergar o outro lado da história, olhar as coisas de outra maneira. Ninguém vê a força que essas meninas tem, ou vocês acham que ser mãe e enfrentar a sociedade é fácil? Não, não é. E mesmo assim elas levam essa gravidez adiante. Ninguém vê que geralmente essas mães são pobres e por medo de enfrentar os pais poderiam interromper a gestação ou dar o seu filho à adoção, e mesmo assim elas não desistem de ter o bebê e criam ele honestamente com amor; o que para mim é muito mais importante do que bens materiais. Com tantas mulheres por aí, que com condições financeiras de criarem seus filhos continuam optando pelo aborto vocês vem julgar logo quem não tem idade, ou até mesmo recursos e mesmo assim opta pela vida do filho? Eu particularmente admiro a garra dessas meninas. Parabéns à você que tão nova se tornou mulher e assumiu as consequências de seus atos. Parabéns à você que passa por cima da hipocrisia das pessoas e nunca pensou em interromper a gestação. Parabéns à você, pela sua força, pela sua coragem e pela sua maturidade. Parabéns, porque tem gente com o dobro da sua idade que ainda não aprendeu a calar e a respeitar o próximo.

Amanda Sanches
 

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Saudade de quem um dia fomos


É que eu abriria mão de tudo por você, e fico me perguntando se você faria o mesmo por mim. Nossas brigas nos desgasta tanto, sua falta de atenção comigo me deixa tão insegura e por mais que a gente converse e tente consertar o que está errado, fica sempre a impressão que só eu me importo com a gente, que sou eu quem sempre faz de tudo para essa história dar certo. Me lembro de quando te conheci, do inicio do nosso relacionamento e sinto uma saudade enorme. Lembra de como tudo era mais bonito, de como as coisas eram mais fáceis? Você era diferente, me dava o amor de que eu precisava, sempre tão carinhoso, atencioso, eu era tão feliz ao seu lado. E ainda sou. Mas agora tudo mudou, você parece distante, tá mais frio, e eu fico tentando me lembrar em qual parte do caminho a gente se perdeu. Eu fico aqui lembrando de tudo o que vivemos juntos e procurando um meio de fazer tudo voltar ao normal. Ainda gosto muito de você, e isso talvez nunca vá mudar. É por isso que eu não desisto de você, de nós. É por isso que eu ainda insisto na nossa história. É por tudo isso que eu queria esquecer tudo o que passou e recomeçar de novo, com você ao meu lado me dando a mão, fazendo questão tanto quanto eu faço. É tão difícil te ver longe de mim, nossas brigas são sempre tão dolorosas, a gente se machuca tanto por tão pouco, o meu ciúmes exagerado nos afastando cada dia mais. São tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo, tudo virou um amontoado de sentimentos, uma bola de neve gigante que eu não consigo me livrar, sair de dentro dela, me desfazer. Mas eu quero que você tente enxergar o meu lado também, se põe no meu lugar, tenta me entender, meu ciúmes tem motivos e você sabe disso, não sou só eu quem erra, quem extrapola, quem passa dos limites, as vezes suas atitudes me machucam muito. Mas mesmo assim, e por você, eu passaria por cima de tudo pra ficar ao seu lado, feliz como antes. E você, faria o mesmo por mim? Eu sei, não esta fácil assim, mas longe de você vai ser bem mais difícil.

Amanda Sanches

domingo, 20 de dezembro de 2015

Dica de Presente: A caixa dos 5 sentidos

Olá meninas, o Natal está chegando e muitas vezes não sabemos o que dar de presente para o namorado(a),amigos ou família não é mesmo?
Hoje eu vim aqui compartilhar com vocês uma ideia super bacana que vi no blog Namorada Criativa.
Eu particularmente adorei a ideia, primeiro porque é uma opção de você sair do óbvio, e segundo porque dá para qualquer pessoa fazer, desde quem está com a grana curta e precisa economizar, até quem guardou um dinheiro e quer surpreender.

O nome do presente se chama "A caixa dos 5 sentidos.

Como funciona?
A ideia é dar 5 presentes, cada um representando os nossos 5 sentidos.

Aqui no blog eu vou dar sugestões de presentes desde bem baratinhos, até presentes um pouco mais caros. Tudo vai depender do quanto você pode gastar.
Infelizmente não tenho foto do passo-a-passo, pois eu fiz para entregar no dia dos namorados e na época nem pensava em compartilhar aqui. Mas se quiserem outras ideias para complementar a caixa, vocês podem clicar lá em cima no nome do blog "Namorada Criativa", e serão redirecionadas para lá. 

  • Vocês vão precisar de:
Uma caixa de presente bem grande
Papel para presente ou aqueles saquinhos de presentes (de preferência todos iguais)
Montar e imprimir etiquetas para colocar nos presentes.

DICAS DE PRESENTES

VISÃO: Relógio, Filmes, Caneca, Porta-retratos, Álbum de fotos, Cartas...
(Eu dei uma montagem com fotos nossas e uma Caneca personalizada do time dele)

OLFATO: Perfume, Sabonetes, Óleos perfumados, Loção Pós Barba, Aromatizador...
(Eu dei um Sabonete Líquido de O Boticário - Malbec)

PALADAR: Vinho, Cerveja importada, Chocolates, Jantar a dois feito por você, ou alguma coisa que ele goste muito...
(Meu namorado é doido por sucrilhos)

AUDIÇÃO: Despertador, Fone de ouvido, CD de um ídolo, Gravar um CD com as músicas do casal, Gravações suas...
(Eu gravei 3 CD's, um com músicas internacionais antigas para namorar, outro com sertanejo universitário, e o último um CD que ele queria muito)

TATO: Camisa, Calça, Bermuda, Bicho de Pelúcia, Almofada, Óleo para massagem...
(Eu dei duas camisetas gola polo)

Depois de embrulhar cada presente, com fita adesiva "colei" as etiquetas com o nome de cada sentido nos presentes. Depois imprimi e recortei os seguintes dizeres: OS 05 SENTIDOS DO AMOR, recortei letra por letra e colei na tampa da caixa. No fundo da caixa imprimi, recortei e colei: EU TE AMO EM TODOS OS SENTIDOS.

As etiquetas que eu usei foram essas:













A Caixa ficou assim:


quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Carta ao Noel

Querido Papai Noel,
Saudades de mim? Pensou que esse ano não receberia cartinha minha, não é mesmo? Pois é, se enganou mais uma vez. Vai ter cartinha sim, e se reclamar te envio duas.
O certo seria eu começar essa carta com amenidades, perguntando como o senhor está, e te contando alguma novidade, mas o senhor sabe que não faço tipo, né? Então vou começar logo o que vim fazer aqui...

Papy, muitas coisas aconteceram nestes dois anos em que não nos falamos. Me diverti muito, conheci gente nova, beijei muito, fiz aquela viagem que eu tanto queria pra Santa Catarina e pro Beto Carrero (o senhor sabe que sou mega fã de lá, né?).
Mas o milagre mesmo foi que eu desencalhei, e bati meu record em relacionamento, já são mais de 1 ano com o boy.
Finalmente o senhor acertou no Cupido, ele é maravilhoso, amável, dócil, calmo, e muito inteligente. Ta de parabéns, viu Papy?
Sei que o senhor está aí se perguntando “mas que diacho essa garota quer agora então?”
Quero munição pro Cupis, (apelido carinhoso pro Cupido). Isso mesmo, MU-NI-ÇÃO, RE-CUR-SOS, assim mesmo, separadinho que é para o senhor entender melhor.
Estou passando por alguns problemas Noel, e tudo me leva a crer que é falta de pó de PIRLIMPIMPIM, sabe? Aquele pozinho que nós chamamos de encanto? Que faz os nossos olhos brilharem ao ver o ser amado, que alimenta as borboletas no estômago, lembrou agora? Pois é, preciso disso. E preciso pra ontem!
Acho que a rotina filha da puta tem roubado o nosso encanto. Ela veio chegando de mansinho, sorrateiramente, e crauw! Quando nos demos conta já era, ela havia levado uma boa dose do nosso pó. Agora o Cupis ta aqui tadinho, tendo que se virar com o que tem.
Eu sei papy, eu sei que a crise ta foda, que encanto a gente não acha em qualquer lugar, que essas coisas não tem preço. Mas se vira, oras! O que não pode é o Cupis ficar aqui sem recursos para continuar o seu trabalho, que por sinal é ótimo.
Não deixa o pó acabar Noel, pelo amor de Deus, o que eu vou fazer se o PIRLIMPIMPIM acabar, meu Jesuisinho? Eu não nadei até aqui, para morrer na praia não!

 
O que eu não sabia é que alimentar o amor não é fácil. Todo mundo acha que dando carinho, atenção e respeito o amor cresce e floresce, mas eu aprendi que não é bem assim. Tudo isso ajuda, claro. Mas o amor não vive só disso não, você tem que cuidar todo o santo dia, dar carinho, atenção, respeito, alguns presentes (porque o amor além de consumista ele gosta de ser surpreendido), fidelidade, amizade e PÓ DE PIRLIMPIMPIM, porque é de encanto que as borboletas no estômago vivem.
Triste isso Noel, porque todo mundo quer um amor, mas ninguém tem paciência para cuidar, para enfrentar os dias ruins, para aceitar o jeito do outro tão diferente do nosso próprio jeito.
E esse ano eu fui uma ótima menina, além de pagar minhas contas em dia, eu venci as tentações e até entrei pra academia, além de economizar uma graninha também. Cresci tanto esse ano Papy, (não só para os lados), mas aprendi com o boy a ser uma pessoa melhor e menos egoísta, veja só, que evolução espiritual magnífica! Por isso acho que sou merecedora de um presente neste Natal, afinal, os meus últimos 4 meses foram bem difíceis Noel, mas eu não quero fazer igual essa gente que se desfaz do amor, como quem se desfaz de uma calcinha velha. Eu quero lutar pelo o que conquistei até aqui, mas sozinha eu não consigo. Então faça o seu trabalho, para que o Cupis possa fazer o dele.

Papy, vou ficando por aqui. Espero que o senhor possa atender o meu pedido com muito amor e carinho. E espero não precisar entrar em contato com o senhor tão breve.
Até daqui dois anos, se o Papy supremo permitir.
Att; sua filhota complicada ;*

Ps: se tiver como me arrumar um emprego bem bacana vou ficar bem feliz também, preciso pagar o conserto do carro da minha irmã que eu bati! =/

Quem não leu a primeira carta clique aqui, e a segunda carta aqui!

 

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Enfim, nós.


E foi no meio de tanta loucura, términos e recomeços que o nosso amor se criou. Tantas vírgulas, e agora somos enfim, nós. Nossa história com vários pontos finais me sufocava. Foi longe de você que eu entendi que não dá pra cada um tomar direções diferentes, porque o meu lugar é ao seu lado. Nunca consegui tomar outro rumo, porque meu caminho é, e sempre foi você. Eu sempre acreditei em nós, mesmo quando os ventos sopravam ao contrário, eu nunca desisti. Eu sabia que você foi feito pra mim, e que nossa história um dia daria certo. E deu. Que bom que aprendemos a se entregar sem medos. Que bom que aprendemos a confiar, à acreditar. Que bom que não desistimos, que tentamos até o fim. Você é quase um anjo, minha felicidade com dia e hora marcada. Eu encosto minha cabeça no seu ombro, e me sinto em paz, completa. E eu sei que em você eu posso repousar, porque é nos seus braços que eu encontro a calmaria que eu sempre precisei. E você vem e me abraça forte, diz que nunca mais vai me perder, que vai pra sempre cuidar de mim. Eu sorrio em paz, tranquila. Sei que posso confiar, sem paranoias, sem bloqueios, sou tua por inteiro, somos um só. Se eu tenho certeza de alguma coisa nessa vida, é do meu amor por você. E eu sei que você me ama também, sei além do que você diz, além das palavras. Nossos corpos nos denunciam, nossos olhos dizem tudo o que precisamos saber. Você sabe, eu sei.

Amanda Sanches